Luminosos em Acrílico nas Fachadas Recuadas

Várias lojas do município de São Paulo encontraram uma forma de driblar a lei Cidade Limpa, através dos Luminosos em Acrílico, que reduziu a poluição visual da cidade. O recurso arquitetônico, chamado “vitrine”, abre grandes janelas nas fachadas comerciais, dando espaço a luminosos protegidos por vidro. Esse tipo de comunicação visual se espalhou nos últimos meses e já pode ser vista em diversos pontos da capital paulista.

Luminosos em Acrílico nas Fachadas Recuadas no município de São Paulo - Lei da Ficha Limpa

De acordo com a cartilha divulgada pela prefeitura, essa opção de comunicação visual não é considerada anúncio se estiver instalada a partir de um metro no interior do estabelecimento. A lei Cidade Limpa, em vigor desde 1° de janeiro de 2007, ordena a paisagem do município de São Paulo e regula o tamanho da comunicação visual nos estabelecimentos comerciais. A multa para quem descumprir é de R$ 10 mil por anúncio irregular com até 4 m². Cada m² excedente custará aos responsáveis mais R$ 1 mil, valor a ser somado aos R$ 10 mil iniciais.

Luminosos em Acrílico nas Fachadas Recuadas no município de São Paulo - Lei da Ficha Limpa

Esta opção abre uma enorme oportunidade para a comunicação visual em acrílico e Led, pois destaca, de maneira adequada, a marca do anunciante, como os exemplos das lojas Drogasil, Smart Fit, Banco Itaú, Mac Donalds e Burger King.

Luminosos em Acrílico nas Fachadas Recuadas no município de São Paulo - Lei da Ficha Limpa

O presidente do IAB-SP (Instituto dos Arquitetos do Brasil), Fernando Túlio, afirma que essa regra tem alterado a arquitetura da cidade: “É um exemplo claro de como as regras urbanísticas modelam a forma da cidade.”

Luminosos em Acrílico nas Fachadas Recuadas no município de São Paulo - Lei da Ficha Limpa

A autora da Lei Cidade Limpa, a arquiteta e urbanista Regina Monteiro é a atual presidente da Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (CPPU), órgão que regula a inserção de elementos na paisagem urbana de São Paulo. Regina Monteiro participou do Fórum Acrílico quando do lançamento da Lei e previu, naquela época, que as comunicações visuais nobres, como as em acrílico, ressaltariam o valor da marca dos anunciantes.

Entenda a Lei da Ficha Limpa e veja como aproveitar as Luminosos em Acrílico nas Fachadas Recuadas

Luminosos em Acrílico nas Fachadas Recuadas no município de São Paulo - Lei da Ficha Limpa

Veja Mais:


Conheça a Lei Cidade Limpa de São Paulo

Outros artigos sobre Letreiros e Luminosos em Acrílico:

Shopping Center: A Vitrine do Acrílico


 

https://www.indac.org.br/a-combinacao-de-acm-e-acrilico-garante-pecas-de-comunicacao-visual-bonitas-duraveis-e-de-baixo-custo/

 

 

 

Diversas opções de cores, texturas e espessuras, além da abrangente versatilidade de manuseio dos dois materiais, dão a transformadores, designers e arquitetos a possibilidade de criar uma infinidade de projetos.

O INDAC (Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico) tem ressaltado aos seus associados as vantagens da combinação do acrílico e do ACM na comunicação visual. E não está sozinho nessa mensagem. “O uso do ACM e do acrílico tem ganhado cada vez mais espaço em projetos de comunicação visual e terá sua utilização ainda mais consolidada com a capacitação e aprimoramento técnico dos profissionais do setor”, explica Danilo Lopes, consultor da SmartLed.

Lopes conhece bem o potencial dos dois produtos, desde 2010, quando fundou a SmartLed, trabalha com a fabricação de painéis e luminosos em LED, ACM e acrílico. “Graças à versatilidade desses produtos e aliando processos diferenciados de fabricação, conseguimos desenvolver e aplicar no mercado de comunicação visual diversas soluções de luminosos inovadores”, diz.

Além de bonita, a combinação ACM e acrílico garante ótimo custo benefício, explica Lopes: “Juntos, eles proporcionam trabalhos de excelente impacto visual e, devido à elevada resistência a intempéries, ainda proporcionam resultados estéticos mais duradouros e com menor manutenção durante sua vida útil”.

Apesar de tantas qualidades, a falta de conhecimento, seja das características e especificações técnicas dos materiais ou mesmo de instalação, ainda faz com que esse mercado tenha muito a desenvolver. Não á toa, a SmartLed, que percebeu as dificuldades técnicas do mercado de comunicação visual quanto ao uso correto desses materiais, hoje trabalha exclusivamente com treinamentos e consultorias.

ACM e Acrílico combinados em fachada

Quando se fala apenas de acrílico, o mercado de comunicação visual, no qual se enquadram letreiros e outros luminosos, sinalizadores, displays e PDV’s (displays de ponto de venda), é destino certo de aproximadamente 60% do consumo deste plástico no país. E, embora ofereça inúmeras vantagens em relação a outros materiais, ainda existe pouco conhecimento dos consumidores sobre seu potencial e isso pode estar associado inclusive à subutilização do produto, inclusive pelos transformadores. “O acrílico dá ao projeto de comunicação visual o destaque que os produtos dos clientes precisam. Ele agrega status e glamour. Mas sinto a falta de capacitação e de profissionalismo dos fabricantes de peças, que às vezes, pensando em reduzir custos, entregam algo muito abaixo das expectativas, gerando uma experiência limitada e comprometendo a imagem do acrílico, que acaba por ser descartado do leque de possibilidades em um projeto futuro”, diz Gabriela Dias de Jesus, diretora da Cristal e Cores.

Entre as principais características do acrílico vale destacar a infinita oferta de cores e texturas. No mercado é possível encontrar espessuras de 0,5mm a 80mm. Versátil, possui ampla janela de moldagem (20ºC), excelente difusão de luz nas bordas – o que realça visibilidade da marca com uso de LED –, e gravações e elevada resistência aos raios ultravioleta do sol. É facilmente usinado (corte, furação e gravação) e polido, para eliminação de riscos.

Na tentativa de reverter esse quadro, a empresa disponibiliza profissionais que ajudam o cliente a desenvolver novas cores e tamanhos diferentes de moldes. “Tentamos entender qual a aplicação de nossos clientes para melhor instrui-lo quanto a cores e aplicações. Ajudamos até mesmo na formulação de custos”, explica Gabriela.

Além do desconhecimento, segundo levantamento do INDAC, o preço é outro fator que aparece como empecilho para a utilização do acrílico nos projetos. E isso, na verdade, é um mito. “O custo médio do acrílico é de R$ 28 o quilo. Esse é um valor insignificante quando se considera outros custos e, principalmente, o resultado do trabalho. Até porque, nenhum outro material consegue oferecer as mesmas vantagens do acrílico”, ressalta João Orlando Vian, consultor executivo do Instituto.

Para Vian, o desconhecimento dos itens com os quais se trabalha pode sim minar um bom projeto. E é justamente aí que entra o ACM.

O ACM – Aluminium Composite Material – é um tipo de revestimento constituído por um núcleo de polietileno alocado entre duas lâminas de alumínio. Entre suas principais características destacam-se: a ampla gama de cores e texturas, a facilidade com que permite a criação de volumes e avanços e a simplicidade de usinagem (corte, dobra, furação), além da perfeita planicidade. Em contraponto, oferece opacidade total e retenção de brilho e de tonalidade, mesmo em ambientes externos. “É fantástico como esses dois materiais se complementam. Ambos oferecem modernidade e requinte e são apropriados para uso interno ou externo. Além disso, oferecem diversas cores, que podem inclusive serem contrastadas”, afirma Marcel Canuto, supervisor de vendas da Actos.

Canuto explica que o ACM vem se popularizado e que nos últimos dois anos a demanda associada dos dois materiais têm aumentado e eles têm sido mais comumente usados juntos em ambientes internos (como fachadas de lojas de shoppings) e ambientes externos (como fachadas de concessionárias de veículos).

O ACM, que tem menor custo, geralmente é usado como suporte em sinalizadores, placas e painéis luminosos. Também pode ser usado no revestimento da fachada que receberá essa peça. O acrílico, mais leve e com capacidade de propagação da luz, é empregado na frente do item, aumentando seu potencial estético e valor agregado.

A integração dos dois materiais, que ganha ainda mais vida com uso de iluminação em LED, pode ser usada, não apenas em fachadas, mas em uma infinidade de projetos, de totens e expositores a complexas ilhas de exposição. Parece que só a imaginação é limite quando se trata de suprimentos tão versáteis. “Quando ambos os materiais estão no projeto, a durabilidade e a estética são valorizadas em relação a outros itens mais promocionais. Eles proporcionam encaixes perfeitos e melhor usinagem e acabamento possíveis”, comenta Paulo Hey Branco, da Placrim Sinalização Inteligente.

Há muito tempo neste mercado, Branco recomenda apenas que as pessoas usem essa combinação em trabalhos que realmente remetam a formas inovadoras de revestimento de paredes, mobiliários, painéis conceituais e intervenção urbana. Afinal, exagero e repetição cansam.

Veja mais


SMARTLED
www.smartled.com.br[email protected]

CRISTAL E CORES
www.cristalecores.com.br – (11) 4661-9393

ACTOS
www.actos.com.br – (11) 4428-5500

PLACRIM
www.placrim.com.br[email protected] – (11) 41 3362-5960

Principal consumidor de acrílico do país, segmento de comunicação visual aponta os benefícios do plástico nobre e diz que consumo poderia ser maior, se clientes e desenvolvedores de projetos conhecessem melhor o material

São Paulo, 13 de janeiro de 2017 – Quando o assunto é comunicação visual, todo o transformador sabe que não existe plástico melhor que o acrílico. Não à toa, é considerado o mais nobre entre os plásticos. Beleza, durabilidade, brilho e oferta abundante de cores, texturas e espessuras, sem falar na qualidade impecável de acabamento e a alta resistência ao calor e às intempéries do tempo, são alguns dos pontos que fazem dele a matéria-prima mais indicada para inúmeros projetos de comunicação visual – principalmente os externos.

Na PPCaponi, fundada em 1943, Pedro Caponi conhece bem esses atributos e, por experiência própria, não recomenda a troca do acrílico por plásticos mais baratos: “Estou no ramo há mais de 45 anos, então vivi plenamente a evolução do setor. Vejo que a troca, na maioria das vezes, acontece porque falta conhecimento dos profissionais da criação para especificar melhor os materiais. Eu, por exemplo, não uso mais PP, já tive problemas de durabilidade em área externa”.

Para Thiago L. Carneiro, sócio-diretor da Acrilopes, empresa que está há 15 anos no mercado, antes de fazer sua escolha, o consumidor precisa ser bem orientado. “Primeiramente, devemos entender a real necessidade do cliente. O acrílico é nosso carro-chefe e quase sempre é a melhor indicação, pois, suas características são de primeira linha. Temos as condições de aplicar nele diversas técnicas, sem que perca sua beleza final. Aliás, a qualidade final do trabalho sempre é excelente”, afirma.

Carneiro assume que é preciso reconhecer quando oferecer algo diferente. “Muitas vezes nós indicamos a troca por outros materiais. Os clientes chegam com uma ideia de trabalho que não precisa de extrema qualidade, mas custo menor. Então indicamos o material que mais atende esses casos, na maioria das vezes o poliestireno”. No entanto, é preciso sempre frisar: “O poliestireno oferece um resultado final e acabamento estético muito inferior ao acrílico. Os processos acabam sendo mais trabalhosos também”, daí, é preciso que o transformador leve tudo isso em conta ao oferecer o que parece mais barato. Será que vale a pena?

Thiago observa ainda que se a escolha do material for pautada apenas por preço, em detrimento à qualidade, não. E o escritório de design ou publicidade pode acabar fazendo a compra errada: “A escolha só por preço é ruim para o cliente e sua marca. Não se pode esperar uma qualidade de primeira de um material de segunda. Por isso, o projetista deve fazer bem sua análise e orientar bem o comprador”.

Raymon Soares, da Support Brand, sabe que a inovação é palavra-chave neste mercado em que quase tudo é efêmero, principalmente as campanhas publicitárias. Assim, só sobrevive nele, as empresas transformadoras que conseguem acompanhar a velocidade das mudanças. “Devemos estar atentos às tendências. Oferecer produtos que nem o mercado imagina que sejam possíveis”.

Nesse mercado, as matérias-primas assumem papel importante, principalmente quando permitem maior versatilidade ao transformador. “Beleza, fácil aplicação e usinagem, alta resistência e flexibilidade. Tudo isso faz do acrílico um material 1001 utilidades. Quando devidamente apresentado os materiais e a relação de custo/benefício, o cliente facilmente irá decidir pelo acrílico”, explica Soares. Há 32 anos no mercado, a Support Brand contabiliza trabalhos de bastante referência no mercado, entre os clientes, Banco Original, Colunas, ATM e Itaú, para esse, aliás, exportou letras e logos de acrílico blindados.

O mercado de comunicação visual consome cerca de 60% de todo o acrílico distribuído no país, que, no ano passado, foi de 7.500 toneladas, aponta estimativa do INDAC – Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico.

Embora esse número pareça alto, o Instituto acredita que material possa contribuir ainda mais para o mercado de comunicação visual. Mas a falta de informação sobre o acrílico ainda inibe seu consumo. “Além de tornar os produtos mais atraentes e duráveis, o acrílico ainda agrega valor ao produto e à marca que ele ostenta. É muito importante que o transformador ressalte isso ao seu cliente antes de oferecer um material de qualidade inferior. Até porque, a satisfação do cliente final é parte deste negócio”, explica Soares.

Para projetistas, designers e arquitetos que ainda têm dúvidas sobre o material, o INDAC mantém o programa Acrílico em Ação, por meio do qual, ajuda o cliente a pensar seu projeto e encontrar um transformador de acrílico indicado para cada caso. Tudo isso, gratuitamente. Contato através do site: www.indac.org.br, no link Iniciativas e Publicações e, depois, selecionar Acrílico em Ação – Assessoria Gratuita Especializada.

Sobre o INDAC

O Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico é uma organização criada há 17 anos, por empresários da livre iniciativa do setor com objetivo de promover o uso correto do acrílico, difundir o conhecimento das suas propriedades e aplicações, além de ampliar sua participação no mercado, por meio da indicação de seus associados.

A entidade, geradora de negócios e difusora de conhecimento para o setor de acrílico, reúne atualmente 40 filiados em todo o país.

Para saber mais, acesse: www.indac.com.br ou ligue para (11) 3171-0423.

Assessoria de imprensa

Baião de 3 – comunicação

Cléa Martins – [email protected] – 11 98737-7676

Patrícia Larsen – [email protected] – 11 99996-5207

Para atrair os consumidores e sair na frente da concorrência, lojistas e grandes redes de varejo sabem que é necessário investir na apresentação de seus produtos. Segundo um estudo comparativo realizado em todo o país pela Popai Brasil, associação mundial de merchandising, 85% das compras são decididas dentro do estabelecimento – não é uma percepção, é uma constatação. Como uma solução para estas demandas de mercado, temos os Displays em Acrílico como a solução mais escolhida e difundida, saiba o porquê.

Displays em Acrílicos
Displays em acrílico nos formatos mais comuns no mercado.

Segundo a pesquisa, a aplicação de 10% de desconto sobre o produto e a utilização de displays nas lojas podem aumentar as vendas em até 200%. Se fosse ofertado apenas o abatimento no preço, o crescimento das vendas não passaria de 35%. Isso porque o PDV, além de dar visibilidade ao produto, pode instigar o desejo de consumo no cliente, desperta a atenção do consumidor, faz com que ele enxergue aquele produto e pode mudar a intenção dele.

Display em Acrílico
Display, expositor de calçados usando acrílico e outros materiais.

Mas planejar como vai ser o ponto de venda não é tarefa fácil. É fundamental que o empresário pense na sua loja, marca e produto de forma integrada. O display tem que estar de acordo com a arquitetura da loja e a estratégia de comunicação da marca. O design do display também deve ser condizente com a imagem do produto e os materiais utilizados em sua confecção devem representar e unir todos estes detalhes.

O acrílico é um material nobre e bastante adequado para essa aplicação porque alia sofisticação à tecnologia, além de oferecer infinitas possibilidades de criação. Outra característica do acrílico é sua variedade de cores – algumas são até fluorescentes, um diferencial do acrílico com relação ao vidro, além da segurança e resistência do material.

Displays em Acrílico
Display em Acrílico usando a iluminação dos LEDs como apoio para acrescentar mais destaque.

Todas essas possibilidades fazem do mercado de PDV um dos principais no uso do acrílico. Quando especificadores escolhem utilizar o acrílico em PDV sempre visam a beleza que o produto consegue trazer para o ambiente.

A facilidade de trabalhar com acrílico, seja na moldagem/dobra, corte ou no acabamento, permite atender ao desejo dos clientes seja ele qual for. Não é à toa que hoje ele está presente em quase todas as lojas de moda, acessórios, calçados e cosméticos. Os displays em acrílico têm um valor agregado muito forte que faz aumentar a venda e atualmente, as grandes redes de varejo investem mais em PDV do que em outras comunicações visuais.

Displays em Acrílico
Display em Acrílico na identidade visual do Banco do Brasil.

Para atender a essa demanda e ampliar a participação do acrílico no mercado de PDVs, os fabricantes de chapas desenvolveram uma linha de produtos texturizados, “jateados” ou “acidados”. Como o próprio nome diz, as chapas têm um aspecto turvo e o grande diferencial é que não deixa marcas das digitais nos displays em acrílico quando os objetos que estão sobre eles são manuseados.

Atualmente o setor de PDVs não sofre mais com a falta de fornecedores de peças em acrílico, o que facilita transformar uma ideia em projeto. É fácil para um lojista ou grande rede de varejo ter um projeto e conseguir realiza-lo, devido à elevada capacitação técnica das grandes empresas transformadoras do setor no país.

Displays em Acrílico

Caixas em acrílico

Tudo o que você pretender proteger com cuidado deve ser guardado em uma caixa feita de acrílico.

Jóias, bijuterias, gravatas, miniaturas, desenhos, cosméticos, canetas, sapatos, ou seja, tudo que você gostar de curtir, como objeto de carinho e estimação, pode ser bem guardado e protegido em um estojo ou uma caixa de acrílico.

Caixas em acrílico
Porta Canetas em formato de caixa

O objeto de estimação estará protegido de sujeiras e acidentes, além de sempre estar visível e pronto para sua observação. As caixas de acrílico podem ser completamente transparentes, quando se utiliza chapas cristais, pois atingem 92% de transparência, ou seja, bem mais que se fosse feita de vidro.

Caixas em acrílico
Caixa para jóias

Mas se você prefere guardar sua peça preferida em uma caixa diferente, também poderá recorrer às caixinhas confeccionadas com chapas acrílicas especiais, como coloridas opacas, coloridas transparentes, com incrustações de tecidos, de produtos orgânicos ou mesmo chapas que pareçam outros materiais, como madeira, mármore, granito ou mesmo o vidro esverdeado.
Tudo com muita segurança, pois o acrílico é um material que não estilhaça, quando cai no chão, portanto não produz pontas ou pedaços cortantes. Também é facilmente polido, com flanela e polidores de madeira, visando retirar os riscos superficiais que surgem quando de seu uso cotidiano.

Caixas em acrílico
Caixa para sapatos

As caixas também podem ser produzidas em acrílico espelhado, inclusive espelhamentos coloridos, resultando em um estilo refinado e mantendo a segurança do acrílico contra quebra.
Os vértices das caixas podem ser dobrados ou colados, permitindo também o uso de fechaduras elegantes que combinem com a caixa para maior proteção do objeto de estimação.
A sua coleção de produtos de estimação pode ser carinhosamente protegida em caixas criativas e elegantes produzidas com as mais diferentes e genuínas chapas acrílicas.

Caixas em acrílico
Porta chás

Entre em contato com as empresas associadas ao Indac que produzem Caixas em Acrílico

Acril Word
www.acrilworld.com.br
11 3694 4045 / 3694 4093

Acrilopes
www.acrilopes.com.br
11 2047 0430

Acrinox
www.acrinox.com.br
61 3202 7577 / 3354 7577

Acriplanos
www.acriplanos.com.br
71 3023-9261

Acriresinas
www.acriresinas.com.br
11 5521-1023

Art Cryl
www.artcryl.com.br
11 4188-5570 / 4207-5652

Brascril
www.brascril.com.br
51 3362.7052

Casa do Acrílico Campinas
www.acrilico.com.br
19 3728-2931

Casa do Acrílico Rio de Janeiro
www.casadoacrilico.com.br
21 3970-7005 / 21 2222-2000

Creatto
www.creattodesign.com.br
16 3711-2888

Diagonale
www.diagonale.com.br
11 3088-3496

Emporium
www.emporiumacrilicos.com.br
14 3313 6605

Menaf
www.menaf.com.br
11 2412.0081 / 2481.8609

PP Caponi
www.caponi.com.br
35 3714.3800

Rao Display
www.raodisplay.com.br
11 3935.6500

Santa Clara
www.acrilicossantaclara.com.br
47 3274-6500 / 11 4330-5512

Support Brand
www.supportbrand.com.br
11 3714.9099

Total Acrílicos
www.totalacrilicos.com.br
64 3453-2691

Tronord
www.tronord.trodatpartners.com
75 2101-7272

Tudo em Acrílico
www.tudoemacrilico.com
11 3782.1688

Web Acrílicos
www.webacrilicos.com.br
11 3171-0423

De restaurantes a grandes eventos, as urnas estão presentes. Tanto para sorteios, como para caixas de sugestões. Mas você sabia que elas podem ser desenvolvidas extamente para se adequar a sua necessidade? “Para o cliente que deseja fazer sorteios de promoções o ideal é usar a urna giratória que facilita o manuseio e já mistura todos os cupons. Para guardar notas fiscais a opção mais adequada é a urna piramidal. Já para saber a opnião do seu cliente, existe a opção de caixa de sugestões, que pode ser em diversos tamanhos e modelos e ainda conter uma bolsa de formulários”, explica Thaiana Castro, da empresa Acriplanos.

Urnas em Acrílico

Além de existirem diferentes tipos de urnas, também existem vários tamanhos e preços. Anderson Rufino, da Acrilabor, explica que esse objeto pode ser feito conforme a necessidade do cliente. “Preços, tamanhos, cores e até maneiras de fechar podem ser pedidas e desenhadas pelas empesas”.

Urnas vendidas pela loja virtual Web Acrílicos
Urnas vendidas pela loja virtual Web Acrílicos

Outra preocupação do tranformadores de acrílico é com a conservação das urnas. “Apesar do acrílico ser uma material resistente e durável, o cuidado é importante para ter um produto sempre em perfeito estado”, diz, Diogo Placeres, da Acrilplast. De acordo com o designer, polir a peça com uma flanela usando um polidor doméstico oferece muito mais beleza para a urna.

Urnas vendidas pela loja virtual Web Acrílicos
Urnas vendidas pela loja virtual Web Acrílicos

Conheça os fornecedores de Urnas em Acrílico indicados pelo indac:

Web Acrílicos

Loja virtual que tem em estoque e a pronta entrega modelos de Urnas.
Website: www.webacrilicos.com.br
E-mail: [email protected]

Acriplanos

Oferece tecnologia de corte a laser e desenvolvimento de vários projetos usando o acrílico – desde de urnas a toda espécie de comunicação visual.
Fone: (71) 3384.0150/3559 (Salvador-BA)
Website: www.acriplanos.com.br
E-mail: [email protected]

Acrillaser

A Acrillaser fornece urnas, troféus e projetos de comunicação visual.
Fone: (11) 4199.4199 (São Paulo-SP)
Website: www.acrillaser.com.br
E-mail: [email protected]

Creatto Design

A Creatto desenvolve vários tipos de unas. A convencional tem até as dobradiças transparentes – ou seja é toda feita em acrílico.
Fone: (16) 3711-2888 (Franca-SP)
Website: www.creattodesign.com.br
E-mail: [email protected]

Acrilopes

A empresa oferece urnas de diferentes tamanhos, cores, transparências e formatos. Com o auxilio da tecnologia é possível personificar o produto seja fazendo um silk scream ou até mesmo uma gravação a laser.
Fone: (11) 2047.0430 (São Paulo-SP)
Website: www.acrilopes.com.br

Acrilplast

Especializada em urnas, troféus e comunicação visual a Acriplast faz urnas por encomenda.
Fone: (11) 4228.6870 (São Paulo-SP)
Website: www.acrilplast.com.br
E-mail: [email protected]

A comunicação visual externa das lojas de roupas masculinas, femininas e infantis Brooks Brothers, pertencente à BROOKS BROTHERS GROUP, dos Estados Unidos, é toda confeccionada em letras de chapas acrílicas brancas leitosas, coladas em todos os vértices e com iluminação traseira por leds.

A tridimensionalidade da comunicação visual e a colagem das letras remete à costura de alfaiate, ou seja, realizado com trabalho artesanal, de especialista, como o processamento de chapas acrílicas.

Letras em acrílico, da rede Brooks Brothers

Este tipo de comunicação visual diferenciado em acrílico também é feito no Brasil, com o devido controle das técnicas de corte das bordas das chapas e colagem com método e cola adequados.

O resultado é a valorização da marca e a aceitação do público, com aumento de vendas e ampliação da rede de lojas.

Faça como a gigante e bem sucedida rede Brooks Brothers  – use acrílico em sua comunicação visual.

Letras em acrílico, da rede Brooks Brothers

 

A disputa pelo olhar e, por trás desse movimento, pelas decisões de compra é um dos motivos das empresas desenvolverem marcas, peças e objetos que comunicam valores. Transmitir esses conceitos, despertar desejos e seduzir as pessoas são objetivos da comunicação visual. Entre os materiais aos quais os especialistas – designers, arquitetos e publicitários – recorrem para dar forma a essa linguagem, o acrílico ocupa lugar de destaque.

luminosos2

Nesse tipo de trabalho os materiais têm características específicas que vão da qualidade da superfície, flexibilidade e durabilidade até a aspectos semânticos. No universo da comunicação visual – o acrílico possui propriedades que fazem com que ele seja a prioridade de escolha, principalmente em luminosos ou backlihgts. Outra qualidade do acrílico nos luminosos, como “bacias”, “bolhas” e “elipses” é o fato do material ser moldável e estar disponível em uma vasta gama de cores.

luminosos3

Do ponto de vista prático, o material necessita ser resistente e não sofrer perdas de suas propriedades ao longo do tempo, além de ser fácil de limpar. Do ponto de vista estético, estar em harmonia com a arquitetura. Entre as qualidades do acrílico nessas situações está a sua propriedade de conferir modernidade e leveza aos elementos onde é aplicado. Sua transparência, gama de cores, peso, resistência e facilidade de manuseio são características importantes e desejáveis nos projetos de comunicação visual externa.

O material de comunicação visual de uma empresa deve alinhar-se à definição estratégica da organização e o designer precisa estar orientado para isso. O acrílico é um produto de fácil utilização para os projetos de comunicação visual – luminosos em acrílico, fachadas, internos, sinalização e PDV’s. Entre as principais qualidades do acrílico estão suas características de não quebrar, ter maleabilidade, leveza e aceitar a aplicação de adesivos e serigrafias. Além disso, há atualmente no mercado ferramentas de recortes e gravações – lasers e routers, além de sistemas de colagens que permitem um conjunto de possibilidades para os projetos.

O acrílico também possibilita maior visibilidade e menor manutenção nas peças de comunicação visual sejam elas em áreas internas ou externas.

luminosos4

Comportamento do mercado

No Brasil, o segmento de comunicação visual responde pela maior parcela do consumo das chapas acrílicas. Estima-se que somados às peças para os PDV’s, esse total ultrapasse 60%. Por isso, esses setores funcionam como termômetro do comportamento do mercado.

As ações de comunicação visual costumam aumentar nos momentos de crise e, por isso, o Indac vê com otimismo o desempenho do setor no próximo ano.

Acrílico e comunicação visual estão diretamente relacionados. Um tem a necessidade do outro e o acrílico dá charme inigualável ao produto final.

Instalado no número 1.230 da Avenida Paulista, centro financeiro da Capital e uma das regiões mais valorizadas e frequentadas por públicos de variados perfis, o Shopping Cidade São Paulo foi inaugurado em 30 de abril de 2015. Desenvolvido e construído pela Cyrela Commercial Properties, tem área de 17 mil m², com cinco pisos, 160 lojas e as mais importantes marcas do varejo.

Shopping Cidade São Paulo: a presença do acrílico em um projeto inovador

Na área de entretenimento, oferece teatro e cinema. Em gastronomia, reúne alguns dos mais prestigiados restaurantes de São Paulo. São 1,5 mil vagas de estacionamento e uma série de serviços, como bicicletário. Além de toda a infraestrutura, o visitante pode usufruir de um jardim de 2,4 mil m² a céu aberto, com árvores nativas, mesas, bancos e entrada livre. Localizado próximo ao Masp e ao Parque Trianon, seu projeto arquitetônico inovador tem pré-certificação LEED Gold, que atesta o atendimento a rigorosos requisitos de respeito ao meio ambiente e à ocupação sustentável.

Shopping Cidade São Paulo: a presença do acrílico em um projeto inovador

A comunicação visual do Shopping é toda em acrílico, principalmente em caixas estruturadas com chapas brancas leitosas de 8,0 mm de espessura, com iluminação interior em LEDs. O conjunto arquitetônico da edificação e o jardim externo combinam com uma sinalização moderna e sofisticada, e que atende a Lei Cidade Limpa do Município, em relação às dimensões e requisitos estéticos.