Como enfrentar a crise do Covid-19 no setor do acrílico

Neste momento de crise extrema motivada pelo isolamento devido ao Covid-19, o INDAC relacionou algumas recomendações visando a manutenção dos negócios – crise que deve demorar de 3 a 6 meses para passar.

Em primeiro lugar: preserve o CAIXA, a todo custo. Para manter a liquidez, algumas sugestões sobre gastos e receitas:

Gastos

1. Monte um Comitê de Crise e monitore o Caixa diariamente;
2. Defina o Caixa Mínimo e não use este recurso – só em caso de morte;
3. Renove linhas de financiamento que estejam vencendo e busque novas em organismos públicos, pois será onde encontrará opções mais adequadas neste momento.

Pessoas

4. Evite demissões e férias, pois consomem caixa;
5. Cancele promoções, substituições e contratações;
6. Negocie banco de horas com funcionários e com sindicatos;
7. Negocie redução de jornada com consequente redução de salários;
8. Em último caso: licença não remunerada
9. Postergue pagamento de bônus e prêmios.

Fornecedores e Clientes

1. Reveja todos os contratos de prestação de serviços. Seja incisivo, pois estamos falando em sobrevivência;
2. Classifique fornecedores por nível estratégico: A, B e C. Renegocie condições com fornecedores A e volte a conversar com B e C em três meses;
3. Considere prorrogar o pagamento de impostos;
4. Intensifique venda de produtos online e preocupe-se com entregas neste momento.

Finalmente, tenha paciência e mantenha a calma. Estamos todos no mesmo barco.
As crises também são excelente oportunidade para aprender e inovar.
Use os canais de divulgação do INDAC para atingir cliente e fornecedores: assessoria de imprensa, mídias digitais, newsletters, site, etc.

Vamos em frente com tenacidade, mente positiva e estratégia para o futuro.

João Orlando Vian – Executivo do INDAC e Consultor da Strategia Cursos e Gestão Empresarial

Join the discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *