O Fórum Acrílico 2019 foi realizado no dia 11 de julho, no auditório da feira Future Print, no Expo Center Norte em São Paulo.

A exposição sobre “Evolução do acrílico no mercado de comunicação visual no Brasil”, apresentada pelo Executivo do Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico – João Orlando Vian, foi acompanhada por cerca de 110 representantes de empresas do setor, presentes no encontro.

Os principais temas da discussão foram relativos ao mercado de acrílico no país, que atingiu 9 mil toneladas em 2018, além da constatação da ociosidade da indústria brasileira de chapas acrílicas em cerca de 12 mil toneladas, ou seja, 75% de ociosidade – pois além de um mercado recessivo, cerca de 5 mil toneladas foram importadas.

Também enfatizado o uso adequado do acrílico nas Fachadas Recuadas do Município de São Paulo e a confirmação das vantagens da combinação entre chapas brancas leitosas e LEDs em luminosos. Do mesmo modo, foi ressaltado o valor percebido pelas marcas das “bolhas e bacias” moldadas em chapas acrílicas e, por fim, a utilização elegante do acrílico na sinalização de ambientes comerciais.

A palestra terminou com a indicação das empresas associadas ao INDAC, suas atividades e o convite para que companhias do setor de comunicação visual, que pretendam desenvolver-se em acrílico, participem do treinamento oferecido pelo Instituto a cada dois meses: o curso Cose di Acrilico.

Na apresentação sobre “Novidades em chapas acrílicas: superfícies sólidas, orgânicas, fantasia e anti-refletivas“, o Gerente Comercial da Castcril, Sr. Ricardo Kovacs, expôs o lançamento das chapas de superfícies sólidas – opacas e de diversas cores, padrões, tamanhos e espessuras, destinadas a bancadas, mesas e ambientes de uso intenso, onde as principais características são a resistência a riscos e reduzida absorção de micro-organismos.

Também demonstrou a extensa linha de chapas cristais, coloridas e fantasia, como os brancos opacos, fumês de todas as cores e espessuras de 2,0 a 24 mm. Produzem chapas grossas, a partir de 24,0 mm com sistema de copolimerização, ofertando chapas de até 50,0 mm de espessura. As fantasia são chapas acrílicas com misturas de outros materiais plásticos em sua composição, apresentadas na forma de Ônix, Marmorizadas, Peroladas e Pontilhadas.

Finalmente destacou o desenvolvimento das chapas acrílicas orgânicas, podendo ser confeccionadas com a inclusão de diversos materiais em seu interior, como folhas secas, fibra de côco, folhas de trigo ou mesmo tecidos – indicando que a empresa está aberta a novidades de parceiros e clientes.

Na exposição sobre “A precisão do corte e gravação a laser em chapas acrílicas” (FAÇA AQUI O DOWNLOAD DESTA APRESENTAÇÃO), apresentada pelo Diretor da JR Laser – Jackson Nunes, foi abordada a diferença do corte e gravação com máquinas galvanométricas e plotters que usam laser CO² entre chapas acrílicas cast e extrusadas; bem como a influência no corte dos tipos de motores, qualidade da lente, distância focal, assistência de ar e mesa de corte utilizados.

Também foram detalhadas várias dicas para corte a laser com acrílico, como: não retirar o plástico de proteção, usar baixa pressão de ar, deixar o bico de ar mais aberto e usar frequência mais alta para corte uniforme nas bordas.

As principais dicas para fotogravação a laser em acrílico foram: usar um bom software gráfico, gravar no verso da chapa, gravar bem na superfície – sem profundidade, gravar no processo bitmp (pixels) e escolher tubos laser cerâmicos com alta frequência.

As vantagens mais evidentes do processamento de acrílico a laser são: gravação de imagens com precisão fotográfica, não necessitar polimento das bordas, reduzida produção de resíduos, uso de peças sem necessidade de afiação, ferramenta única para todas as espessuras e processo direto do computador para a peça.

Dando sequência no evento, a palestra sobre “Gestão na Transformação de Chapas Acrílicas“, apresentada pelo Diretor da Bold – Sr. Ralf Sebold, tratou da importância de processos de planejamento e controle nas empresas de processamento de chapas acrílicas, como: definição de Visão de Futuro, metas detalhadas, plano de marketing e comunicação e principalmente diferenciação competitiva. Usou vários exemplos de sua organização para demonstrar a prática do uso correto destes conceitos, como a Missão – “Crescer, Crescer e Crescer” – ilustrando o resultado positivo da empresa nestes poucos anos de existência.

Por último, o Sr. Daniel Barbosa – professor do treinamento Cose di Acrilico, organizado pelo INDAC, mostrou a “Agilidade e resistência da colagem ultravioleta de acrílico com outros materiais”, apresentando vários tipos de colas ultra-violeta, bem como os tipos de lâmpadas que podem ser utilizadas neste processo, como fluorescentes e LEDs e até mesmo a luz do sol devidamente tratada.

Visite a feira ForMóbile – 8ª. Feira Internacional da Indústria de Móveis e Madeira, que acontecerá de 10 a 13 de julho, das 10 às 19h no São Paulo Expo – Rodovia dos Imigrantes – Km 1,5 (São Paulo).

O Indac será patrocinador institucional da feira e participará do Fórum ForMóbile, no dia 12 de julho:

  • Industria do Futuro, com o tema “A valorização do móvel com uso do acrílico, do ponto de vista do design e do processo de fabricação”. (13hs)
  • Marcenaria Moderna, com o tema “Particularidades no processamento das chapas acrílicas na fabricação de móveis”. (16hs)

Conto com sua presença na ForMóbile com objetivo de acompanhar as enormes oportunidades para o acrílico no mercado moveleiro.

Link para inscrição: https://www.formobile.com.br/pt/visitar.html

Principal consumidor de acrílico do país, segmento de comunicação visual aponta os benefícios do plástico nobre e diz que consumo poderia ser maior, se clientes e desenvolvedores de projetos conhecessem melhor o material

São Paulo, 13 de janeiro de 2017 – Quando o assunto é comunicação visual, todo o transformador sabe que não existe plástico melhor que o acrílico. Não à toa, é considerado o mais nobre entre os plásticos. Beleza, durabilidade, brilho e oferta abundante de cores, texturas e espessuras, sem falar na qualidade impecável de acabamento e a alta resistência ao calor e às intempéries do tempo, são alguns dos pontos que fazem dele a matéria-prima mais indicada para inúmeros projetos de comunicação visual – principalmente os externos.

Na PPCaponi, fundada em 1943, Pedro Caponi conhece bem esses atributos e, por experiência própria, não recomenda a troca do acrílico por plásticos mais baratos: “Estou no ramo há mais de 45 anos, então vivi plenamente a evolução do setor. Vejo que a troca, na maioria das vezes, acontece porque falta conhecimento dos profissionais da criação para especificar melhor os materiais. Eu, por exemplo, não uso mais PP, já tive problemas de durabilidade em área externa”.

Para Thiago L. Carneiro, sócio-diretor da Acrilopes, empresa que está há 15 anos no mercado, antes de fazer sua escolha, o consumidor precisa ser bem orientado. “Primeiramente, devemos entender a real necessidade do cliente. O acrílico é nosso carro-chefe e quase sempre é a melhor indicação, pois, suas características são de primeira linha. Temos as condições de aplicar nele diversas técnicas, sem que perca sua beleza final. Aliás, a qualidade final do trabalho sempre é excelente”, afirma.

Carneiro assume que é preciso reconhecer quando oferecer algo diferente. “Muitas vezes nós indicamos a troca por outros materiais. Os clientes chegam com uma ideia de trabalho que não precisa de extrema qualidade, mas custo menor. Então indicamos o material que mais atende esses casos, na maioria das vezes o poliestireno”. No entanto, é preciso sempre frisar: “O poliestireno oferece um resultado final e acabamento estético muito inferior ao acrílico. Os processos acabam sendo mais trabalhosos também”, daí, é preciso que o transformador leve tudo isso em conta ao oferecer o que parece mais barato. Será que vale a pena?

Thiago observa ainda que se a escolha do material for pautada apenas por preço, em detrimento à qualidade, não. E o escritório de design ou publicidade pode acabar fazendo a compra errada: “A escolha só por preço é ruim para o cliente e sua marca. Não se pode esperar uma qualidade de primeira de um material de segunda. Por isso, o projetista deve fazer bem sua análise e orientar bem o comprador”.

Raymon Soares, da Support Brand, sabe que a inovação é palavra-chave neste mercado em que quase tudo é efêmero, principalmente as campanhas publicitárias. Assim, só sobrevive nele, as empresas transformadoras que conseguem acompanhar a velocidade das mudanças. “Devemos estar atentos às tendências. Oferecer produtos que nem o mercado imagina que sejam possíveis”.

Nesse mercado, as matérias-primas assumem papel importante, principalmente quando permitem maior versatilidade ao transformador. “Beleza, fácil aplicação e usinagem, alta resistência e flexibilidade. Tudo isso faz do acrílico um material 1001 utilidades. Quando devidamente apresentado os materiais e a relação de custo/benefício, o cliente facilmente irá decidir pelo acrílico”, explica Soares. Há 32 anos no mercado, a Support Brand contabiliza trabalhos de bastante referência no mercado, entre os clientes, Banco Original, Colunas, ATM e Itaú, para esse, aliás, exportou letras e logos de acrílico blindados.

O mercado de comunicação visual consome cerca de 60% de todo o acrílico distribuído no país, que, no ano passado, foi de 7.500 toneladas, aponta estimativa do INDAC – Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico.

Embora esse número pareça alto, o Instituto acredita que material possa contribuir ainda mais para o mercado de comunicação visual. Mas a falta de informação sobre o acrílico ainda inibe seu consumo. “Além de tornar os produtos mais atraentes e duráveis, o acrílico ainda agrega valor ao produto e à marca que ele ostenta. É muito importante que o transformador ressalte isso ao seu cliente antes de oferecer um material de qualidade inferior. Até porque, a satisfação do cliente final é parte deste negócio”, explica Soares.

Para projetistas, designers e arquitetos que ainda têm dúvidas sobre o material, o INDAC mantém o programa Acrílico em Ação, por meio do qual, ajuda o cliente a pensar seu projeto e encontrar um transformador de acrílico indicado para cada caso. Tudo isso, gratuitamente. Contato através do site: www.indac.org.br, no link Iniciativas e Publicações e, depois, selecionar Acrílico em Ação – Assessoria Gratuita Especializada.

Sobre o INDAC

O Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico é uma organização criada há 17 anos, por empresários da livre iniciativa do setor com objetivo de promover o uso correto do acrílico, difundir o conhecimento das suas propriedades e aplicações, além de ampliar sua participação no mercado, por meio da indicação de seus associados.

A entidade, geradora de negócios e difusora de conhecimento para o setor de acrílico, reúne atualmente 40 filiados em todo o país.

Para saber mais, acesse: www.indac.com.br ou ligue para (11) 3171-0423.

Assessoria de imprensa

Baião de 3 – comunicação

Cléa Martins – [email protected] – 11 98737-7676

Patrícia Larsen – [email protected] – 11 99996-5207

Mais seguro, leve e versátil que o vidro, CRYLIC permite que diferentes cores e formas sejam usadas no acabamento de banheiros; cuidado apenas com as falsificações.

São Paulo, 21 de novembro de 2016 – A Web Acrílicos, empresa associada ao INDAC – Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico –, retomou a oferta do CRYLIC – legítimo box para banheiro feito com o material. O componente é o mais leve e seguro do mercado e oferece inúmeras possibilidades ao decorador ou arquiteto, que podem incluir aos seus projetos mais cores e formas, o que não seria possível com os tradicionais boxes de vidro ou mesmo de plásticos menos nobres e, por isso, nada resistentes ou bonitos.

Para quem ainda não conhece as características do CRYLIC, vale conferir. Só não se deixe enganar por empresas que utilizam material de baixa qualidade, com preços muito inferiores aos do produto legítimo. Neste caso, o barato pode sair bem caro. Isso, por que, há no mercado produtos bem ruins. Alguns são feitos de poliestireno, também conhecido como falso acrílico. Eles são feios, desbotam, quebram com facilidade e arruínam qualquer projeto, além de colocar a segurança das pessoas em risco. Ao contrário, as chapas CRYLIC originais não apresentem relevos ou texturas. A espessura indicada pela empresa é de 8,0 mm e sua garantia é de 10 anos contra amarelamento.

Para que decoradores e arquitetos possam soltar sua imaginação, a empresa oferece uma infinidade de cores translucidas e chapas que podem ser curvadas com aquecimento. Quem tiver dúvidas, pode entrar em contato com o INDAC. O Instituto também mantém o programa Acrílico em Ação, por meio do qual, ajuda o cliente a pensar seu projeto e encontrar um transformador de acrílico mais indicado para cada caso. Tudo isso, gratuitamente. Contato através do site: www.indac.org.br, no link Iniciativas e Publicações e, depois, selecionar Acrílico em Ação – Assessoria Gratuita Especializada.

O acrílico é um material altamente resistente e de fácil limpeza, que deve ser feita com apenas água e sabão, nunca álcool ou outros solventes. Riscos superficiais, que podem aparecer com o tempo, são eliminados facilmente com polimento manual.

Mais informações sobre o Crylic, acesse: www.webacrilicos.com.br.

Sobre o INDAC

O Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico é uma organização criada em novembro de 2000, por empresários da livre iniciativa do setor para promover o uso correto do acrílico, difundir o conhecimento das suas propriedades e aplicações, além de ampliar sua participação no mercado, por meio da indicação de seus associados.

A entidade, geradora de negócios e difusora de conhecimento para o setor de acrílico, reúne atualmente 40 filiados em todo o país.

Para saber mais, acesse: www.indac.com.br ou ligue para (11) 3171-0423.

 

Para facilitar a vida de designers de produtos e de arquitetos, o INDAC oferece serviço de consultoria para projetos em acrílico inteiramente grátis, apontando, inclusive, o prestador de serviços mais indicado para os diferentes trabalhos

São Paulo, 18 de outubro de 2016 – Quem trabalha com projetos, seja ele de produtos, ou mesmo de espaços e ambientes completos, sabe que o segredo de uma boa entrega está, também, na capacidade do fornecedor realizar o que o profissional, agência ou escritório, colou no papel. Pensando nisso, o INDAC – Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico – lançou o programa Acrílico em Ação. E, por meio dele, irá ajudar o cliente a encontrar o transformador de acrílico mais indicado para cada projeto. Além disso, os técnicos do Instituto, ainda poderão propor melhorias e ajudar o cliente a sanar dúvidas sobre a aplicação do material.

O programa já está funcionando e os interessados devem entrar em contato com o INDAC através do site: www.indac.org.br, clicar em Iniciativas e Publicações e, depois, selecionar Acrílico em Ação – Assessoria Gratuita Especializada. O retorno é rápido e a confidencialidade do projeto garantida. “Esse é um novo canal para que as agências de publicidade e promoção, escritórios de arquitetura e design e demais especificadores de materiais encontrem os melhores fornecedores e profissionais do setor, de maneira ágil, segura e, ainda por cima, gratuita”, explica José Eugênio Peres, vice-presidente do Instituto e diretor da Casa do Acrílico de Campinas, interior de São Paulo, ha 20 anos no mercado.

Depois de avaliar o projeto, os técnicos do INDAC irão indicar ao solicitante os melhores fornecedores e passar os contatos. A negociação do projeto fica por conta dele. “A agência ou o profissional responsável pelo projeto é que irá definir como e quando contatar o fornecedor e iniciar os detalhes do trabalho. Depois da contratação feita é que o Instituto volta para acompanhar o processo de produção e entrega do produto”, comenta Bruno Zirpoli, diretor da entidade e da Proneon, de Recife, Pernambuco.

Ao final do acompanhamento de todo o processo de especificação e entrega do produto final, as peças receberão o Selo INDAC, atestando a qualidade do projeto/produto. “O Acrílico em Ação, junto ao INDAC, possui técnicos altamente especializados em acrílico, a fim de colaborar e melhorar o projeto do cliente, deixando-o mais eficiente e adequado aos requisitos de qualidade desse material. Além disso, a entidade irá indicar os fornecedores mais capacitados para cada serviço, dentre os associados da entidade. E, por fim, o INDAC ainda acompanhará todas as fases do processo, exigindo sempre do fornecedor as melhores práticas do mercado. Assim, quem participar da ação, só terá a ganhar”, ressalta o vice-presidente da entidade.

Atualmente, entre os segmentos mais atendidos pelo mercado transformador de acrílico, destaque para comunicação visual, móveis e iluminação.

Sobre o INDAC

O Instituto Nacional para o Desenvolvimento do Acrílico é uma organização criada, em novembro de 2000, por empresários da livre iniciativa do setor para promover o uso correto do acrílico, difundir o conhecimento das suas propriedades e aplicações, além de ampliar sua participação no mercado, por meio da indicação de seus associados.

A entidade, geradora de negócios e difusora de conhecimento para o setor de acrílico, reúne atualmente 42 filiados em todo o país.

Para saber mais, acesse: www.indac.com.br ou ligue para (11) 3171-0423.

Este é um espaço criado pelo Indac para lhe auxiliar em Dúvidas, Reclamações, Denuncias e Ideias sobre o mercado do Acrílico no Brasil.

Você poderá nos questionar ou se manifestar de forma tranquila e sigilosa, que em até 15 dias nossa equipe buscará uma resposta que possa solucionar a sua questão. É muito simples usar a nossa Ouvidoria do Acrílico, basta preencher os campos abaixo.

[]
1 Step 1
Nome
E-mail
Telefone
Endereço
Cidade
Empresa
Motivo do seu contatoEscolha uma opção
Mensagem
0 /
Envie um ArquivoTipos de arquivos permitidos: pdf, jpg, gif e png
UPLOAD
Previous
Next
powered by FormCraft