Um rápido exame em alguns números da indústria náutica no Brasil revela seu vigor: de acordo com a Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e seus Implementos (Acobar), sediada no Rio de Janeiro, a capitania dos portos, registra a existência de mais de 200 mil barcos de recreio e de lazer no país. Muitas embarcações construídas no Brasil ainda tem como destino a exportação para portos Europeus.

Acrílico na Indústria Naútica
Barzinho em Acrílico

Esses dados demonstram que a náutica de lazer e recreio brasileira é um segmento ao qual as empresas de acrílico deveriam dedicar maior atenção, pois há vários componentes das embarcações onde o material pode ser aplicado. Pára-brisas moldados, portas de separação de ambientes, janelas, espelhos, box de banheiro e peças de mobiliário são alguns desses exemplos. Alguns fabricantes já fazem uso do acrílico mas, como se trata de um segmento pulverizado, o potencial para a sua aplicação não deve ser desprezado.

A total transparência, o fato de ser inodoro, de fácil manuseio e corte e, principalmente, a resistência aos raios ultravioletas são fatores que levaram a Flexboat Construção Náutica a adotar o acrílico nos pára-brisas que são fixados no console de suas embarcações. Em alguns projetos o acrílico também é empregado como tampa de luminária. Localizada em Atibaia, a Flexboat, que foi fundada em 1990, fabrica barcos infláveis.

Tecnologia e precisão

O acrílico através de novas tecnologias empregadas no processamento das chapas vem aumentando a precisão e qualidade das peças usadas na indústria náutica, beneficiando o segmento de transformação. Este desenvolvimento tecnológico reduz a importação de peças assim como ajustes manuais e imprecisos nas embarcações, de acordo com Ralf Sebold, diretor da Acrílicos Santa Clara de Santa Catarina e que atende empresas do setor de forma especializada: “Além de todas as vantagens intrínsecas ao acrílico, como alta resistência as intempéries, versatilidade e custo benefício, é possivel agregar a alta precisão à peças tridimensionais ao processá-las com a usinagem de 5 eixos. Esse equipamento permite criar peças moldadas, como para-brisas com repetibilidade dimensional em qualquer formato: geométrico tridimensional”.

Estilo em Alto Mar

Acrílico na Indústria Naútica
Mesa e cadeiras em acrílico fazendo parte de decoração produzida pela Diagonale.

Uma das mais renomadas arquitetas de decoração náutica, Tânia Ortega, consagrou-se num mercado de alto luxo e de clientes muito exigentes. Ela é especialista em personalizar essas máquinas requintadíssimas, e em muitos de seus projetos empregou o acrílico para dar mais leveza e luminosidade aos ambientes náuticos. “Sempre utilizei o acrílico em detalhes, e como os resultados sendo cada vez mais positivos a demanda por uma decoração mais leve aumentou”, comenta.

A arquiteta atua há mais de 15 anos neste seguimento e está a frente da líder mundial em decoração e personalização náutica a Ferreti Spirit, e nos explica que o acrílico se encaixa tão bem neste mercado pois o cliente não tem interesse em produtos de decoração fabricados em série. Uma das empresas que mais se adequaram as necessidades de Tânia e seus projetos foi a Diagonale, uma empresa associada ao Indac, pronta para receber projetos de designers exigentes para decoração em acrílico e que conta com uma vasta experiência no setor. “Este é um mercado muito promissor e ainda pouco explorado. Há muito espeço para o acrílico na decoração náutica, tanto pela sua beleza, luminosidade como também segurança” afirma Maurício Lara, arquiteto da Diagonale.